Notícia - Artigo

Banco Central e Reino Unido assinam acordo de cooperação

This world location news article was published under the 2010 to 2015 Conservative and Liberal Democrat coalition government

Banco Central assina acordo com Reino Unido na área de Gestão de Programas

O Ministro-Conselheiro da Embaixada do Reino Unido, Wasim Mir, e o Chefe do Departamento de Relações Internacionais do Banco Central do Brasil, Bruno Saraiva, assinaram hoje (06/10) pela manhã, na residência oficial britânica, um acordo de cooperação. O acordo consiste na implementação do projeto do fundo do governo britânico, Prosperity Fund, intitulado “Consolidando a Cooperação entre o Banco Central do Brasil e o governo do Reino Unido em Gestão de Programas”.

A perspectiva de gestão de programa é utilizada pelo Banco Central para alcançar seus mais altos objetivos estratégicos, sendo reconhecido um dos melhores do setor público brasileiro. Este projeto vai certificar os funcionários do Banco na metodologia “Managing Successful Programmes”, desenvolvida pelo Cabinet Office, órgão governamental britânico equivalente à Casa Civil brasileira. Além disto, será criado um curso oficial do governo brasileiro, liderado pelo Banco Central e incubado em sua Universidade Corporativa, em gestão de programas a partir da metodologia mencionada para o amplo setor público brasileiro.

Durante o evento, o Ministro-Conselheiro Wasim Mir comentou que, em seus poucos meses de experiência no Brasil, ouviu muito falar no Banco Central como um centro de conhecimento e experiências que podem se aplicar a qualquer governo, não só o brasileiro. “Por isso, é fantástico que tenhamos uma relação tão estreita com o Banco, e também espero que possamos continuar a cooperar no futuro. O próximo passo será um memorando de entendimento para definir e avançar nossa cooperação em diferentes setores”, declarou.

Para Bruno Saraiva, o Brasil pode aprender muito com o Reino Unido, mas também transmitir seu próprio conhecimento. “Toda cooperação é um caminho de mão dupla, e para nós do Banco essa experiência de colaboração com a embaixada tem sido de grande valor”, afirmou o representante do Banco Central.